top of page

Carta Mensal - Agosto de 2023



Factfulness





“Não há espaço para fatos quando nossas mentes estão ocupadas pelo medo.”

Hans Rosling




Hans Rosling, estatístico e médico sueco, é autor do livro Factfulness e foi co-fundador e presidente da Fundação Gapminder, dona de um site de mesmo nome que aglomera dados e indicadores do mundo (recomendamos conhecer clicando aqui). A pretensão de Hans Rosling é desmistificar nossa impressão pessimista sobre o mundo.


Nos séculos recentes, o mundo presenciou um acelerado crescimento da renda global, elevação da expectativa de vida e redução acentuada do número de pessoas vivendo na extrema pobreza. No entanto, o chamado instinto de negatividade nos leva a prestar atenção mais nas coisas ruins do que nas boas.


Trazemos à tona a história de Hans, seu livro e do site Gapminder, para reforçar o debate acerca dos ativos financeiros e nossa cobrança diária na Propósito para nos atermos aos dados e fatos. Mantendo distantes nossos vieses e falsas percepções.


Os ativos de risco brasileiros sofreram demasiadamente pela percepção negativa diante do governo que assumiria. Por outro lado, o Brasil hoje vive uma condição especial no cenário global com baixos custos energéticos e protagonismo na produção alimentar.


Na Europa e EUA, o ciclo de juros ainda está no processo de elevação com uma inflação constante. No Brasil, os dados recentes demonstram que o Banco Central venceu a batalha e acomodou a resistente inflação brasileira. Apesar do cenário político, o Brasil sobrevive e adentra uma inflexão que devemos estar atentos.


Ademais, presenciamos o mesmo acontecimento nos Estados Unidos. Havia um consenso no mercado de uma desvalorização na bolsa americana dada a inflação e juros altos. Porém, o mercado falhou em mensurar que as Big Techs são imensas geradoras de caixa que passaram a serem rentabilizados agora a um juro maior, dentre outros fatores como a inteligência artificial que veio com intensidade na abertura de um possível novo ciclo tecnológico.


Convidamos nosso leitor e cliente para ir contra o instinto de negatividade de muitos participantes do mercado e gradativamente se expor a ativos de riscos americanos e brasileiros.


CENÁRIO ECONÔMICO E DE MERCADO


Para este mês pontuamos maior preocupação com a baixa atividade na economia chinesa e o rebaixamento do rating nos Estados Unidos, elevando a insegurança global.



BRASIL


A Petrobras anunciou, no meio de agosto, um aumento nos preços da gasolina e do diesel para as distribuidoras, válido ainda em agosto. O litro da gasolina teve uma alta de R$ 0,41, chegando a R$ 2,93; e o litro do diesel apresentou elevação de R$ 0,78, passando a R$ 3,80.


Os impactos dessa elevação, que ainda mantém a Petrobras com defasagem de preço, ainda serão sentidos nas próximas coletas do IPCA.



MUNDO


Com 12,4% de inflação no mês de agosto, os argentinos atingiram 124,40% de inflação nos últimos doze meses. A taxa de juros está em 118% ao ano e o peso segue pressionado. Em meio a essa dura realidade, os argentinos surpreenderam alçando Javier Milei ao primeiro lugar nas eleições primárias.


Sérgio Massa, atual ministro da economia e candidato governista a Presidência, após as primárias, anunciou um acordo para congelar os preços de combustíveis no país até 31 de outubro, ao passo que o primeiro turno das eleições está marcado para o dia 22 de outubro.


Reforçando a preocupação com uma China em ritmo fraco, o Grupo Evergrande — que já foi a segunda maior incorporadora da China — entrou com pedido de proteção contra falência nos Estados Unidos. A empresa acumulou diversos empréstimos e deixou de pagá-los em 2021, o que gerou uma enorme crise imobiliária na economia da China, que continua sentindo seus efeitos.



Agradecemos a leitura, o tempo e a confiança.



Pedro De Cesaro Rodrigo Villa Real

Founding Partner Economista-chefe


Σχόλια


bottom of page